O site Som Batera, em parceria com a Sonotec, fez uma entrevista com o baterista Cuca Teixeira, um tremendo músico brasileiro, que desde os seus 15 anos de idade é baterista profissional. Ele já tocou com grandes nomes da música nacional e internacional e hoje faz turnê com a cantora Maria Rita.

Baterista Cuca Teixeira

Som Batera: Cuca Teixeira, você é um baterista que já tem uma vasta carreira, realizando vários trabalhos musicais. Sendo músico, você deve ter passado por caminhos, de certa forma, difíceis. Conte-nos como foi o começo de sua carreira como baterista?

Cuca Teixeira: Começo é começo. Passei por várias situações. Na primeira vez que eu fui substituir um batera, em uma gig, o dono do som olhou pra mim e disse: “Não. Você não vai tocar. Você não tem cara de quem toca”. Também no início de carreira, tive a sorte de tocar muito na noite de São Paulo, quando ainda existia um movimento de música ao vivo forte, tanto num ambiente mais comercial com cantores, quanto num ambiente de música instrumental. Isso me proporcionou um grande alicerce musical, tocando com músicos do nível de Arismar Espírito Santo, Alexandre Mihanovich, Celso Pixinga, entre outros, e por ter liberdade com esses músicos, os mesmos me diziam a verdade sobre o que estava acontecendo no som (em termos de oscilação de andamento, forma, estilo rítmico, etc). A partir daí, o meu conhecimento musical foi se ampliando e tive condições de participar de vários trabalhos com estilos musicais muito distintos, com músicos e artistas do mundo inteiro.

Som Batera: Para quem ainda não teve a oportunidade de tocar em noites, conte-nos, como é?

Cuca Teixeira: Acredito que seja a forma mais completa de aprendizado musical e profissional.

Som Batera: Como você se adéqua a uma agenda cheia de workshops e gravações com seus estudos musicais?

Cuca Teixeira: Tirando os dias que eu estou viajando, ou seja, que eu estou em casa, mesmo tendo gravações e outros compromissos, eu estudo todos os dias.

Som Batera: Nos dias de hoje, quais bateristas você destacaria?

Cuca Teixeira: Internacionalmente, destaco Chris Daddy Dave, Ronald Brunner Jr. e Aaron Spears. Nacionalmente, destaco Jonatas Sansão (no âmbito instrumental Brasil/Latin/Jazz) e Eloy Casagrande (no Rock/Metal/Double Bass). São “os caras” da geração mais jovem que realmente me impressionam.

Som Batera: Em seu tempo de aprendizado como baterista, quais foram as suas influências e quais vídeos / livros / discos você recomendaria para qualquer baterista?

Cuca Teixeira: Posso falar da minha experiência… Ouvi muitos discos do Art Blackey, Elvin Jones (John Coltrane), Tony Williams, Jack DeJonette (Milles Davis/Herbie Hancock), Peter Erskine, Alex Acuña, Omar Hakim (Weather Report), Jeff Watts (Wynton Marsalis), Vinnie Colaiuta e Dennis Chambers. No Brasil, discos do Edson Machado, Dick Farney (com Toninho Pinheiro na bateria) e Hermeto (com Nenê e Márcio Bahia). Bateristicamente falando, as duas primeiras vídeo aulas do Dave Weckl me influenciaram muito e vídeos diversos de shows de todos esses músicos que eu já citei.

Som Batera: Conte-nos como foi, gravar o trabalho instrumental “Neural Code”.

Cuca Teixeira: Foi trabalhoso em termos de composição, produção e ensaios. Eu, Thiago e Kiko somos amigos há muito tempo. Sempre foi muito difícil por uma questão de agenda, nos encontrar para desenvolvermos um projeto desse porte. Cada um de nós teve que se desdobrar e se doar para que esse projeto se concretizasse. E foi um registro importante de músicos virtuosos que fundiram suas ideias para a concepção de um trabalho. Importante, principalmente pra mim, porque foi gravado no meu home studio (O Porão) e num momento crítico da minha vida pessoal, onde tive a perda do meu pai, Edegar Teixeira, que também era baterista e o meu maior mentor. Esse trabalho foi uma homenagem à ele.

Baterista Cuca Teixeira em Neural Code

Som Batera: Fale um pouco sobre seus patrocinadores. Quem apoia seus projetos?

Cuca Teixeira: Tenho a sorte de ter o apoio de grandes empresas brasileiras que distribuem os melhores instrumentos e acessórios de mundo.

Uso Baterias Gretsch (Sonotec), Pratos Sabian (Equipo), Baquetas Pro Mark e Peles Evans (Musical Express), Drummer’s Capas (Empresa Brasileira).

Som Batera: Deixe um recado para todos aqueles que o admiram e acessam o site Som Batera.

Cuca: Vida de músico não é glamourosa como as pessoas pensam. Mas, ao meu ver, vale a pena. Mas precisa estudar… E manter os ouvidos abertos… É isso!

Obrigado pelo convite, Som Batera.
Muita música para todos.

   

Sonotec Music & Sound

CONTEÚDO VIP

COMPARTILHAR
Leonardo Telles
Proprietário do site Som Batera e baterista profissional, descobriu sua paixão pela música muito novo, aos 6 anos de idade. Hoje, toca com vários músicos e partilha conhecimentos por meio do Som Batera.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA