O baterista Fábio Fontoura, hoje Baterista, compositor, escritor e produtor, nasceu na cidade do Rio de Janeiro e mora atualmente na cidade de São Gonçalo/RJ. Começou a atuar no meio profissional como baterista em 1999 com pequenas participações em bandas e acompanhando cantores. Aos nove anos de idade começou a tocar pandeiro, foi onde notou, que tinha uma veia musical. Nesta idade ganhou o Vinil Thriller do Michel Jackson, que foi inconscientemente a grande influência na continuidade de sua relação com a música.

Baterista Fábio Fontoura

Foto por Rodrigo Esper

“Nunca fui influenciado diretamente por bateristas, gosto de muitos como: Brian Blade, Steve Jordan, JJ Johnson, Chris Dave, George “Spanky” McCurdy, Mark Guiliana, Keith Carlok, Buddy Rich, etc. Mas influenciado mesmo, fui por Ivan Lins, Djavan, Milton Nascimento, Leny Andrade, Dominguinhos, Luiz Gonzaga, Michel Jackson, Meshell Ndegeocello, Bob Marley, Richard Bona, etc.”

Estudou percepção no Cigam (Centro Musical), piano com Iris Nascimento, bateria com Cláudio Felix, Amaro Jr., Cláudio Infante e Chocolate. Já acompanhou diversos artistas como: Sandra de Sá, Mayla Hadalla, Laura Zandonadi, Angelo Torres, Álvaro Tito, Andrea Fontes, entre outros trabalhos e projetos em andamento. Hoje acompanha o Cantor, composito e musico Carlos Dafé na sua nova turne “Bem vindo ao Baile”, trabalhou na produção e assinou oito composições do disco lançado este ano e do show “Tudo está aqui” da cantora e compositora Mayla Hadalla, também acompanha a cantora e compositora Laura Zandonaddi na turnê do disco “Como eu guardo as poesias” também lançado este ano.

Como é viver da música para o baterista Fábio Fontoura?

“Viver um turbilhão de emoções durante toda caminhada aqui na terra! (Risos). Com uma vontade sem fim, de não fazer mais nada além da música!! Ser músico. De volta ao primeiro encontro com ela (música); É espetacular poder me expressar através da minha música, dizer o que penso e acredito, protestar, amar, conversar, se indignar, homenagear, dedicar, chorar, conscientizar, apresentar, mais um milhão de possibilidades e responsabilidades como qualquer outro ser humano em qualquer outro tipo de trabalho, só que com um “Q” a mais de diversão! (Risos). Graças a Deus.” Assista um trecho do show “Tudo está aqui” da cantora Mayla Hadalla. Onde canta algumas composições do baterista Fábio Fontoura.

Acesse o link abaixo para baixar o álbum completo gratuitamente.

 

CONTEÚDO VIP

COMPARTILHAR
Colunista do site Som Batera, baterista profissional e considerado o motor da banda Inversos Blues, Jhonatas é estudante de Engenharia de Computação e Informação na UFRJ e músico desde os 16 anos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA